Com cachoeira que ‘engole’ visitantes, Trindade encanta por sua natureza

Com cachoeira que ‘engole’ visitantes, Trindade encanta por sua natureza
5 (100%) 3 vote[s]

Uma das vilas mais procuradas do litoral brasileiro, Trindade, no Rio de Janeiro (próximo à divisa com São Paulo e pertencente a Paraty) ficou conhecida nos anos 70 por ser um reduto hippie. Atualmente o local atrai hippies, claro, mas não espere encontrar ambientes à lá Woodstock como antes. Trindade tem na exuberância de sua natureza o grande forte.

Encantos De Trindade

O pessoal do Dubbi, plataforma colaborativa de viajantes, separou algumas dicas com as melhores cachoeiras para aproveitar na cidade.

Cachoeira da Pedra que Engole

O viajante Bruno Molinero, de São Paulo, destaca a Cachoeira da Pedra que Engole. “Dá para escorregar por entre as rochas e ‘desaparecer’ por baixo da queda d’água. É bem legal”, diz, explicando o funcionamento da cachoeira de nome curioso. A pedra está posicionada de maneira que se criou embaixo dela uma entrada de ar. A pessoa passa pelo espaço entre uma pedra e outra e vai parar em uma espécie de caverna. As pedras com limo fazem o corpo deslizar e lá embaixo não é fundo. Para acessá-la, pegue uma trilha de cerca de 40 minutos na Praia do Meio.

Praia do Cachadaço

Também a partir da praia do Meio é possível atingir, por trilha, a praia do Cachadaço. Gasta-se pouco mais de dez minutos de caminhada bem sinalizada, com corrimão de madeira e placas indicativas de distâncias e dificuldades. É uma praia bem deserta, sem quiosques e vendedores ambulantes.

A marca da natureza está preservada, com animais marinhos sendo companheiros nas caminhadas à beira da água de um mar rebelde em tempos de maré alta. Mas o ponto alto dessa praia são as piscinas naturais por entre as pedras atrás de uma pequena ilhota. O tom esverdeado da água no meio da vegetação e das pedras cria um cenário de impressionante beleza. Tem acesso por barco a partir de R$ 10.

Cachoeira da Praia Brava

Cachoeira da Praia Brava
O acesso a cachoeira da Brava pode ser feito pela praia ou pela trilha partindo do Morro do Deus me Livre

A Cachoeira da Brava possui águas limpas e cristalinas e é ideal para banho. São duas quedas de aproximadamente 2 metros, que se encontram e formam outra queda com aproximadamente 5 metros. O acesso pode ser feito pela praia (cinco minutos de caminhada leve) ou pela trilha partindo do Morro do Deus me Livre, em 15 minutos a pé. A praia Brava é muito bonita, porém de forte correnteza. Aproveite as pedras para olhar a paisagem e tirar algumas fotos.

Cachoeira da Escada

A Cachoeira da Escada impõe-se. Por seu tamanho e força da correnteza, além da água caudalosa. O nome é bastante sugestivo: a formação de suas pedras vai adquirindo um contorno parecido com o de uma escada. Há no local um pequeno bar com bebidas e petiscos. Uma de suas vantagens é que não precisa fazer trilha, está bem na beira da rodovia Rio-Santos.

Onde comer

A viajante Helen Santos, de São Paulo, indica, em Trindade, a pizzaria “Loucos & Malucos”. “Comida simples e caseira, mas deliciosa. Todo ano vou para lá e essa é sempre minha opção”, afirma.

Em Paraty o certo é andar pelo centro histórico da cidade em busca do melhor custo benefício e de opções que agradem ao seu paladar. Existem alguns bistrôs mais requintados, mas em geral é bastante fácil achar restaurantes que não agridem seu bolso. Exemplos são o Sabor da Terra e o Recanto de Maria, nos quais os peixes e os sabores da terra dão o tom dos pratos.

Onde ficar
Trindade pode ser uma opção de ida e volta saindo de Paraty ou para pernoitar por lá. Um dos campings mais bacanas é o que fica na praia de Cepilho.
Fonte: viagem.catracalivre

Everton Lemos

Sou Natural De Brasília, Apaixonado pelo Brasil e suas belezas naturais, procuro sempre conhecer e compartilhar as grandezas do nosso país.

Everton Lemos tem 574 posts e contando. Ver todos os posts de Everton Lemos

Fechado para comentários.