Caldas Novas, férias em família no paraíso das águas quentes

Caldas Novas, férias em família no paraíso das águas quentes
4.3 (86.67%) 3 votes

Mais uma vez botamos o pé “Na Estrada” em direção a um dos destinos mais gostosos do interior do Brasil: o circuito das águas quentes no estado de Goiás. Novamente nosso objetivo foi a linda e aconchegante cidade de Caldas Novas, a 764km da capital paulista, que oferece muita diversão e lazer, além de excelentes opções de hospedagem para toda a família.

No ranking dos maiores polos turístico do Brasil, e não é para menos, o município conta com nascentes de águas naturalmente aquecidas, que brotam a uma temperatura que varia entre 37° a 57°C. Caldas Novas é considerada a maior concentração de piscinas termais naturais do mundo. A estância oferece diversão e lazer para todas as idades e tem uma rede hoteleira completa, com hotéis, resorts, parques aquáticos, pousadas e hotéis fazenda. São mais de 130 mil leitos com as mais variadas opções.

diRoma Acqua Park
fotos: Adilson Zavarize e Kátia Nazatto.

Embora possua um dos mais modernos aeroportos do interior do Brasil, recebendo voos regulares e fretados que partem de Campinas/SP, São Paulo/SP e Goiânia/GO, optamos pela rota terrestre, já que um dos nossos objetivos era o de sentir na pele o que passa uma família que decide sair em uma viagem como essa em dois automóveis.

Com os dois veículos revisados (segurança em primeiro lugar sempre), partimos da nossa querida Piracicaba com um casal em um veículo e outro casal com um bebê no outro para percorrermos os 654km até a maior estância hidrotermal do mundo.

Veja Também:
Caldas Novas e Rio Quente o que fazer além dos parques termais
Destinos Com Bom Custo-Benefício Para Viajar No Verão

O trajeto rodoviário corta o norte paulista pelas Rodovias Bandeirantes e Anhanguera, segue pelo Triângulo Mineiro (Uberaba, Uberlândia e Araguari) pelas Rodovias MG050, MG223 e MG413, e pela GO139, todas em ótimas condições, com excelentes pontos de parada (no nosso caso optamos pelos que possuem “fraldários” por causa do passageiro mais novo). Programar-se para as paradas durante o trajeto ajuda bastante no controle do tempo e conforto da viagem.

Nossa estadia foi no L’Acqua diRoma, um resort formado por cinco grandes blocos e que oferece todo conforto e segurança do Grupo diRoma Hotéis, que conta com uma variedade grande de opções de hospedagem e lazer em seus 13 hotéis, além do maior parque aquático da região com toboáguas, piscinas de águas quentes naturais e frias e uma piscina com ondas artificiais, o diRoma Acqua Park.

Monumento das Águas
fotos: Adilson Zavarize e Kátia Nazatto.

O L’Acqua diRoma possui um parque aquático próprio: Jardins Acqua Park. Piscina de ondas, escorregador, super toboáguas, duchas, ofurô, brinquedoteca, bares molhados, restaurante e outras atrações. Além disso, possui infraestrutura com pizzaria, farmácia, padaria, entre outros. Seus apartamentos oferecem muito conforto e praticidade, tanto para um casal que viaja para curtir um passeio a dois, tanto para quem leva os filhos para passar dias agradáveis com a família.

Além disso, para quem leva as crianças, o Jardins Acqua Park oferece uma completa brinquedoteca com monitores, e também um confortável fraldário para as mamães e papais cuidarem dos seus bebês.

Jardim Japonês
fotos: Adilson Zavarize e Kátia Nazatto.

Jardim Japonês

Logo na entrada do resort fica um dos mais belos cartões postais de Caldas Novas, o Jardim Japonês. O espaço é um lugar propício para meditar, contemplar e repor as energias. É um verdadeiro passeio pelas tradições orientais dos monges budistas, repleto de simbologia em todos os detalhes. O local foi a sede de uma antiga fazenda goiana onde tem ainda, preservada, uma das casas mais antigas da cidade, com mobiliário da época, além de moenda de cana-de-açúcar e objetos de época muito preservados, contrastando com a cultura oriental.

Gastronomia

Passear, andar, piscina. Tudo isso dá uma fome danada. Por isso, além do delicioso serviço de restaurante do resort, é possível saborear a gastronomia local e fazer um pouco de turismo gourmet. A cidade conta com uma grande variedade de bares e restaurantes que servem pratos típicos, até churrascarias e pizzarias. Há também as casas de doces, com doces caseiros feitos com frutos da região como o pequi e doces exóticos, em sua maioria, caseiros e fabricados no local. Para quem gosta de uma boa cachaça artesanal goiana ou licores, há a Cachaçaria Vale das Águas Quentes, com uma grande variedade de destilados, além de doces e sorvetes com sabores exclusivos, como o de rapadura e goiabada com queijo. A qualidade dos produtos rendeu a Cachaçaria o prêmio Cachaça Awarded National and International, premiada na Itália na homenagem aos 100 anos de Santos Dumont. O estabelecimento tem ainda o Museu da Cachaça, é indicado pelo Tripadvisor.

Vida Noturna

À noite Caldas Novas oferece atrativos para todos os gostos, com bares restaurantes e praças. No centro da cidade a opção para quem leva os filhos é o parque de diversões Kitaka’s Center Park, que oferece atrações e entretenimento para todas as idades a semana toda das 17h às 22h. A criançada vai adorar os carrosséis, bate-bate, trenzinho, entre outros.

Aos finais de semana, vale a pena visitar a Feira do Luar. Uma estrutura montada em um local amplo que oferece uma grande variedade de opções de souvenirs. A feira tem uma ampla praça de alimentação, onde se pode provar doces caseiros e guloseimas locais como tortas, doces e bombons.

Turismo Religioso

Para quem prefere o turismo religioso, Caldas Novas oferece várias opções, como a Igreja de Nossa Senhora das Dores, ou Igreja Matriz, no centro da cidade, construída entre 1850 e 1853, é considerada a construção mais antiga do município. Inicialmente intitulada pela Padroeira, Nossa Senhora do Desterro, a igreja teve mudada a sua denominação para a nova padroeira, Nossa Senhora das Dores de Caldas Novas no ano de 1857. O prédio passou por uma reforma no final da década de 50, e ainda é possível observar a porta, colunas e caibros originais, todos feitos com madeira de aroeira. É aberta ao público todos os dias da semana.

Santuário Salete
fotos: Adilson Zavarize e Kátia Nazatto.

Fomos conferir a construção do Santuário Nossa Senhora da Salete, que fica no pé da Serra de Caldas Novas, em meio ao cerrado. Fundado em 2004 pela Diocese de Ipameri/GO, o Santuário foi idealizado conforme a aparição de Nossa Senhora para duas crianças, ocorrida em 19 de setembro de 1846 em uma aldeia nas montanhas nos Alpes na França. O Santuário recebe a Romaria anual no último domingo do mês de setembro, quando acontecem as comemorações do mês Saletino. Anualmente mais de 300 mil fiéis e peregrinos passam pelo Santuário.

PESCAN
fotos: Adilson Zavarize e Kátia Nazatto.

Ecoturismo

E para quem gosta de ficar bem próximo à natureza e praticar o ecoturismo, o Parque Estadual da Serra de Caldas Novas (PESCAN) é o lugar perfeito. Próximo à cidade (apenas 3km), foi criado em 1970 e é considerada a maior reserva natural do mundo, por concentrar o maior aquífero de águas termais do planeta. A área de proteção da biodiversidade do cerrado, abriga um bioma rico, que pode ser visitado através das trilhas da Cascatinha e do Paredão.

Texto e fotos: Adilson Zavarize e Kátia Nazatto. A equipe viajou a convite do Grupo diRoma e Assimptur Assessoria de Imprensa
Fonte: Qualviagem

Everton Lemos

Sou Natural De Brasília, Apaixonado pelo Brasil e suas belezas naturais, procuro sempre conhecer e compartilhar as grandezas do nosso país.

Everton Lemos has 562 posts and counting. See all posts by Everton Lemos

Deixe Um Comentário