Caldas Novas e Rio Quente o que fazer além dos parques termais

Caldas Novas e Rio Quente o que fazer além dos parques termais
5 (100%) 1 vote

Caldas Novas e Rio Quente

Caldas Novas (e sua vizinha Rio Quente) formam a maior estância hidrotermal do mundo e são conhecidas nacionalmente por seus hotéis de águas quentes e enormes parques aquáticos. Pensando nisso, o Dubbi, plataforma colaborativa de viajantes, preparou algumas dicas para quem planeja uma visita à região.

Como chegar

Há aeroporto em Caldas Novas, com duas companhias aéreas operando atualmente (Gol e Azul). Mas, caso os preços não estejam convidativos, todos os grandes hotéis oferecem transfer saindo de Goiânia. Contratá-lo pode ter o melhor custo benefício, uma vez que também dá para chegar até Caldas Novas de ônibus (R$ 37, com duração de 2h30), mas os horários são bem limitados.

Onde ficar: Caldas Novas ou Rio Quente?

A escolha é bastante clara: fique em Caldas Novas se você quer agito (lá tem o centrinho à noite, com parquinho de diversões, barzinhos na praça, feirinha) e fazer somente uma ou outra incursão ao Rio Quente. Hospede-se no complexo Rio Quente se a sua intenção é bater ponto nos parques aquáticos (como Water Park, di Roma Acqua Park, Hot Park e Parque das Fontes), e faça uma visita em Caldas Novas somente para conhecer.

Caldas Novas e Rio Quente
Vista do diRoma Acqua Park, uns dos parques aquáticos de Caldas Novas

Quando ir

Qualquer época do ano é boa, pois faz calor o ano inteiro. Ou seja, é uma ótima opção para fugir do frio no inverno do Sudeste e do Sul. A diferença vai estar só no índice pluviométrico, já que a região tem duas estações bem definidas: uma chuvosa com temperaturas mais elevadas (de outubro até meados de abril) e outra seca, com temperaturas mais amenas (de maio a setembro). Vários hotéis deixam as piscinas abertas até à noite, o que torna o dia da diversão um pouco mais longo.

Quanto ao movimento, estará um pouco mais sossegado durante a semana. Nos finais de semana e feriados, prepare-se: lotação máxima.

O que fazer

Ir a Caldas Novas e não ficar cozinhando nos hotéis de água quente é como ir para Roma e não ver o papa. Mas ninguém vai fazer isso o tempo inteiro. Por isso, confira algumas dicas do que fazer por lá for da água.

Parque Estadual Serra de Caldas

Unidade de preservação do cerrado criada em 1970, mas que só começou a receber visitantes em 1999. São 120 quilômetros quadrados de cerrado, com trilhas e cachoeiras e até mesmo um museu de animais empalhados. As duas trilhas são Cascatinha e Paredão, que levam a cachoeiras e a mirantes. As caminhadas duram entre 1h30 e 2h30 e só podem ser feitas com o acompanhamento de guias e agendamento prévio. Está a apenas 5 km do centro de Caldas Novas e a entrada custa R$ 5.

Caldas Novas e Rio Quente
O Lago de Corumbá, abastece a Usina Hidroelétrica Corumbá I

Lago Corumbá

Com 65 quilômetros quadrados, o lago Corumbá oferece passeios de lancha, barco e jet-ski, que dão em cachoeiras e bares ao longo da orla. A pesca esportiva também está presente, contando até com campeonatos. Ideal para passar uma tarde conversando com os amigos e aproveitar o pôr do sol na beira da água. Aos banhistas, atenção: placas avisam a presença de piranhas nas águas.

Feira do Luar

Funciona aos sábados, domingos e segundas e é um dos pontos mais agitados de Caldas Novas, com feira de roupas, artesanatos e barracas para provar o melhor da gastronomia local, como as pamonhas (o Estado de Goiás é repleto de milharais).

Veja mais dicas: o que fazer em Caldas Novas aqui.

Fonte: viagem.catracalivre

Everton Lemos

Sou Natural De Brasília, Apaixonado pelo Brasil e suas belezas naturais, procuro sempre conhecer e compartilhar as grandezas do nosso país.

Everton Lemos has 572 posts and counting. See all posts by Everton Lemos

Os comentários estão desativados.