Rota das Emoções passa por praias paradisíacas do Nordeste

Rota das Emoções passa por praias paradisíacas do Nordeste
5 (100%) 1 vote

Com o dólar alto, a procura por destinos nacionais têm aumentado, como aponta pesquisa do Ministério do Turismo feita em junho. Pensando nisso, o Dubbi, rede colaborativa de perguntas sobre viagens, preparou dicas para fazer a Rota das Emoções, no Nordeste –passando por Jericoacoara (CE), Delta do Parnaíba (PI) e Lençóis Maranhenses (MA), é considerado um dos roteiros mais importantes do Brasil.

Por onde começar

O início do roteiro costuma ser em São Luís, no Maranhão, há cerca de 230 km dos Lençóis Maranhenses, ou em Fortaleza, a 300 km de Jericoacoara. Depende de onde for mais fácil para o viajante desembarcar e também do que deseja conhecer primeiro: a imensidão dos Lençóis ou a beleza das praias de Jericoacoara.

Nos dois sentidos, existem agências e pacotes que fazem o percurso. Vale rodar bastante em busca do melhor preço. Para quem estiver de carro e decidir fazer o trajeto por conta própria, fique atento com as estradas, pois alguns trechos não estão bem sinalizados e pavimentados.

Também é possível completar o roteiro de ônibus, pingando de cidade em cidade. Para Jericoacoara, por exemplo, o viajante tem que ir até Jijoca, a cidade mais próxima, e pegar o famoso pau de arara, um 4×4 adaptado para passageiros, que supera as dunas do caminho. Já para chegar ao Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, existem várias opções, partindo de Barreirinhas, Atins ou Santo Amaro do Maranhão. Os acessos podem ser por ônibus, barco, lancha ou carro 4×4.

Quanto custa?

Os viajantes do Dubbi garantem que dá para fazer uma viagem mais em conta, principalmente se economizar na hospedagem. A viajante Lisli Paula Melo, de Rio Branco (AC), gastou R$ 5 mil em 30 dias no roteiro pela região, o que dá uma média de R$ 166 por dia.

Em Jericoacara, o viajante Davi Malveira, do Recife (PE), indica o Villa Chic Hostel, com diárias a partir de R$ 50. Já Ana Laura Valois, de Itabuna (BA), gostou do Jeri Hostel Arte (R$ 70).

Nos Lençóis Maranhenses, quem quiser pernoitar tem que escolher uma das cidades próximas. Em Barreirinhas, os hostels Paraíso do Caju House (R$ 67) e Casa do Professor (R$70) têm os preços mais em conta. Em Parnaíba, cidade que dá acesso ao Delta, as pousadas mais baratas giram em torno de R$ 100 a diária.

Rota das Emoções

E o que fazer por lá?

Duna em Jericoacoara, no litoral cearense
Duna em Jericoacoara, no litoral cearense

Jericoacoara

além da paisagem incrível (areia branca, água cristalina, coqueiros em série), a praia oferece várias opções de lazer. Dá para fazer aulas de windsurf e kitesurf (o vento é considerado ótimo na região). O tour de bug pelas dunas também não pode faltar. Aproveite para relaxar à beira das lagoas Azul e do Paraíso e depois siga ver o pôr do sol na Pedra Furada. À noite, a Rua Principal (sim, esse é o nome) atrai turistas para os bares e restaurantes.

Lagoa do Cotia
Lagoa do Cotia

Delta do Parnaíba

No coração da Rota das Emoções, o Delta do Parnaíba é um dos mais bonitos do mundo, pois as ramificações (braços formados pelo rio antes de encontrar o mar) formam um arquipélago com mais de 75 ilhas, dunas, lagoas de água doce e floresta tropical. Dentre os principais passeios, estão caminhada nas Dunas do Cotia, canoagem no rio Magu, passeio de 4×4 e windsurf.

Os Lençóis Maranhenses
Os Lençóis Maranhenses

Lençóis Maranhenses

O roteiro vai depender do estilo da sua viagem, mas alguns lugares são obrigatórios. Para ver as lagoas Azul e Bonita, o viajante deve ir entre maio e agosto, quando elas estão cheias. O passeio pelo Rio das Preguiças passa pelos Pequenos Lençóis e pela Tenda dos Macacos, um bar repleto desses animais. Em Mandacaru, suba os 160 degraus do Farol Preguiças, para ter uma vista panorâmica das dunas e do mar.

Everton Lemos

Sou Natural De Brasília, Apaixonado pelo Brasil e suas belezas naturais, procuro sempre conhecer e compartilhar as grandezas do nosso país.

Everton Lemos has 571 posts and counting. See all posts by Everton Lemos

Os comentários estão desativados.