Encantos de Ponta Grossa, no litoral do Ceará

Encantos de Ponta Grossa, no litoral do Ceará
4.5 (90%) 2 votes

Encantos de Ponta Grossa

Do mar verdinho, dos coqueiros e das falésias avermelhadas de Ponta Grossa, no litoral do Ceará, muita gente já ouviu falar. Muita gente até já conheceu o lugar, a 180 km de Fortaleza, fazendo o clássico passeio de bugue que parte de Canoa Quebrada. Ponta Grossa tem uma das mais lindas praias de todo o litoral do Estado, é verdade, mas tem também outras ótimas atrações, das quais os viajantes não costumam passar nem perto.

Para conferir a fauna e a flora da região, por exemplo, vale percorrer a Trilha da Duna, que dura cerca de uma hora. Ela dá a volta na falésia e termina na praia, ao entardecer, com o belo cenário do pôr do sol. No passeio de bugue, que começa na vila e segue para o litoral leste, dá para conhecer um manguezal e alguns projetos sustentáveis da região –como o das mulheres que plantam algas marinhas para fazer cosméticos, ou a criação de abelhas e a horta comunitária do povoado Córrego do Sal.

Ponta Grossa
Por do sol vista na praia de Ponta Grossa, no litoral do Ceará

Foto: Eleandro Freitas/Divulgação/Garupa

O passeio de barco, feito com os pescadores locais, é a melhor pedida para admirar as falésias de longe, por outra perspectiva. Quem embarca entre julho e dezembro consegue ainda testemunhar a pesca artesanal de lagostas, feita com os chamados manzuás –espécies de gaiolas que capturam os crustáceos lá no fundo do mar. Outras atrações são os passeios de jangada e o pequeno museu arqueológico, que tem de porcelana holandesa da época colonial a objetos indígenas.

Ponta Grossa
As falésia predominam na paisagem

Foto: Eleandro Freitas/Divulgação/Garupa

O mais bacana é que todo o turismo do lugar é organizado pela comunidade, e tem base sustentável –a pesca artesanal e as atrações turísticas sustentam quase que exclusivamente as 74 famílias que ali vivem. A vila faz parte da Rede Tucum (Rede Cearense de Turismo Comunitário), articulação que se propõe a organizar o turismo comunitário no Ceará, e que já virou referência em todo o país.

Ponta Grossa
A pesca artesanal e as atrações turísticas sustentam as 74 famílias que vivem em Ponta Grossa

Foto: Eleandro Freitas/Divulgação/Garupa

Deu vontade de conhecer esse paraíso? Um fim de semana para duas pessoas na praia de Ponta Grossa é uma das recompensas para quem ajuda na campanha de financiamento coletivo da Rede Tucum, realizada na plataforma da Garupa. A Rede precisa arrecadar R$ 25.831 até o dia 28 de novembro para financiar o 1º Acampamento da Juventude, que marca o encerramento da formação de jovens na Escola Popular de Turismo Comunitário (EPTC).

Ponta Grossa
Participantes da Escola Popular contemplam o por do sol na praia de Ponta Grossa, em Icapuí (CE)

Alguns dos jovens guias de Ponta Grossa estão entre os 150 participantes do curso, todos da zona costeira do Ceará. Entre as recompensas da campanha há também estadias em outras comunidades da Rede, como Prainha do Canto Verde e Tatajuba, ambas com cenários tão encantadores como os de Ponta Grossa. Conheça mais sobre o projeto e doe agora >>garupa.catarse.me/redetucum.

Saiba mais

Ponta Grossa fica no município de Icapuí, a cerca de 2h30 de Fortaleza. A vila tem seis pousadas e sete restaurantes, todos administrados pela Associação Comunitária de Ponta Grossa (ACPG). As diárias custam em torno de R$ 100, para duas pessoas, com café da manhã. Os passeios de barco custam R$ 10 por pessoa e os de bugue, em torno de R$ 250, para até 4 pessoas. Para reservas ou mais informações, entre em contato pelo telefone (88) 99351-4781 ou pelo e-mail: elicrispym@hotmail.com.

ep

* A Garupa é o primeiro portal de crowdfunding do Brasil criado para financiar iniciativas de turismo sustentável: viagens que protegem a natureza, melhoram a qualidade de vida e a economia de destinos incríveis, de norte a sul do país.

O crowdfunding é uma vaquinha on-line. Pela plataforma da Garupa, você conhece projetos inspiradores, que precisam de dinheiro para sair do papel. E pode doar qualquer valor pra eles. Em troca, ganha recompensas relacionadas àquela experiência turística sustentável que está ajudando – pode ser uma receita típica, uma peça de artesanato ou até uma viagem até o lugar.

Por Stephanie Kim Abe, da Garupa
Foto: Eleandro Freitas/Divulgação/Garupa
Fonte: viagem.catracalivre

Everton Lemos

Sou Natural De Brasília, Apaixonado pelo Brasil e suas belezas naturais, procuro sempre conhecer e compartilhar as grandezas do nosso país.

Everton Lemos has 562 posts and counting. See all posts by Everton Lemos

Deixe Um Comentário