Museu Do Índio - Campo Grande
Museu Do Índio

Museu Do Índio

Avenida Afonso Pena, nº – 79040-010
CAMPO GRANDE – MS
(67) 3326-9788
www.mcdb.org.br/
Horário de funcionamento: Terça a Domingo (inclusive feriados): das 08h00 às 16h45; O museu é fechado no Ano Novo, Carnaval, Paixão de Cristo, Finandos, Natal e às segundas-feiras; Para visitas de grupos escolares, atendemos de terça-feira a sexta-feira, sendo necessário fazer o agendamento com antecedência.

Informações Sobre O Local

O Museu das Culturas Dom Bosco, localizado em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brasil, chamava-se Museu Dom Bosco e foi idealizado pela Missão Salesiana de Mato Grosso e inaugurado oficialmente em 27 de outubro de 1951 visando principalmente a educação, o desenvolvimento e o lazer de adultos, jovens e crianças.

Ao longo de sua existência, formou um rico e variado acervo graças ao trabalho e dedicação de salesianos, como: Félix Zavataro, Cesar albisetti, Ângelo Jaime Venturelli, João Falco e, mais recentemente, de leigos, como Emília kashimoto na área de Arqueologia, Aivone Carvalho na área de Etnologia e Liane Calarge na área de Mineralogia e Paleontologia.

Em seus sessenta anos de vida, o Museu passou por várias fases e ocupou diferentes espaços. O primeiro deles foi nas instalações do Colégio Dom Bosco, sob a direção do filólogo Angelo Jaime Venturelli, época em que suas coleções etnográficas tiveram um considerável enriquecimento. Para se ter uma idéia, a coleção bororo sob a guarda do Museu é hoje a maior e mais completa do mundo.

Em 1978 seu rico acervo foi transferido para a Rua Barão do Rio Branco, onde permaneceu por mais de 20 anos sob a direção do naturalista João Falco (SDB). Durante sua gestão, Pe Falco promoveu algumas intervenções no espaço físico visando criar condições para melhor expor o acervo já existente e todo o material que conseguia adquirir, utilizando o bom relacionamento que tinha com os meios científicos e acadêmicos. Seu maior interesse sempre foi pelas Ciências Naturais, fato que o levou a formar, organizar e ampliar os acervos de Mineralogia, Paleontologia e Zoologia.

Pela extensa coleção de objetos de cultura material indígena, o Museu Dom Bosco também ficou conhecido pela população sulmatogrossense como Museu do Índio.

Com a morte de Pe. Falco, a partir de 1996 o Museu passou a ser gerido pela Universidade Católica Dom Bosco. Essa gestão impôs a necessidade de redefinir objetivos e adequar o espaço físico à democratização da cultura, perspectiva fundamental de um museu dinâmico capaz de promover o desenvolvimento social, conservar e proteger seu patrimônio cultural. Para isto a Universidade trouxe profissionais de grandes centros brasileiros e italianos para conduzir o Projeto de Reestruturação do então Museu das Culturas Dom Bosco que hoje se apresenta.

Fonte: Campogrande.net

Conheça Mais Sobre Campo Grande – MS

Avaliação