Dicas e relatos de um bate volta em Paraty

Dicas e relatos de um bate volta em Paraty
4.3 (86.67%) 6 vote[s]

Bate Volta Em Paraty

Por Jhenyff Borges

Oi gentem, hoje vamos falar um pouco sobre esse lugar encantador, que desperta o interesse de muita gente.

Paraty está localizada no litoral sul, estado do Rio Janeiro, que por muito tempo esteve na minha bucket list, e que sempre acabava ficando para a próxima viagem. Este ano, ela não escapou hahaha, após passar alguns dias em Ubatuba, que é ao lado, decidi que iriamos, finalmente, tirar Paraty da nossa bucket list, e dessa vez conseguimos conhecer a tão sonhada cidade histórica e algumas de suas ilhas.

Pois bem, fomos no final de Janeiro para Ubatuba-SP e como as chuvas não colaboraram, então decidimos fazer um bate volta em Paraty rs, fiquei conectada no app de Previsão do tempo de plantão na mudança de tempo rs, quando notei que no outro dia a chuva nos daria uma trégua, partimos rumo a Paraty-RJ. Sim, meu marido topa essas minhas loucuras de decidir tudo em cima da hora, pra variar né kkk. Saímos de Ubatuba as 9hr da manhã (sei que foi muito tarde, mas a preguiça não colaborou rs), e as 11hr chegamos em Paraty. Geentem eu já estava deslumbrada com as paisagens que apareciam a cada curva no nosso trajeto, chegando na cidade era gringo para todo lado, povo tudo doido com suas câmeras nas mãos fotografando cada detalhe daquela cidade linda e aconchegante.

Considerada Patrimônio Histórico Nacional, Paraty é marcada pela presença de suas famosas ruas de calçamento de pedras e por seus coloridos casarões coloniais, que datam do século XIX, e por muitos é considerada também um dos conjuntos arquitetônicos mais harmoniosos do Brasil. Fundada em 1667, a cidade teve grande importância para economia brasileira devido à produção da cana de açúcar (produto que, por muitos anos, manteve-se como base da economia do país até entrar em declínio). Devido à grande produção da cana de açúcar na região, Paraty também ganhou fama no Brasil por seus alambiques e, para quem tiver mais tempo pela cidade, o ideal é programar a visita a um ou dois para mergulhar no espírito do município.

Para quem tem pouco tempo disponível para conhecer a cidade, como foi nosso caso, aconselho começar pelo passeio de escuna (Caso opte por passeios de barco), que dura entorno de 4h a 5hr e finalizar o restante da tarde conhecendo a cidade. Graças ao nosso bom Deus que nos agraciou com uma bela tarde de sol, onde conseguimos aproveitar bem o passeio. O nosso passeio teve duração de 5 horas, e quando estávamos retornando a cidade, o tempo resolveu virar, chegamos ao cais por volta das 17:30hr. Siiiim, foi o tempo de desembarcar e a chuva cair. O temporal teve suas vantagens, pois conseguimos ver as ruas alagadas da Veneza brasileira, e foi show. Ainda bem que São Pedro, quebrou nosso galho e a chuva não demorou muito, então conseguimos ir conhecer o centro histórico, aproveitamos o horario de verão e foi expetacular.

Conhecendo o centro histórico de Paraty:

Além dos lindos casarões coloniais, em sua grande maioria com bem mais de cem anos, alguns abrigam barezinhos espetaculares, outra parte importante de Paraty são suas igrejas que ficam no centro histórico, como: a Igreja de N. Sra. dos Remédios, em torno da qual a cidade de Paraty se organizou e cresceu e que data, levando em conta sua primeira construção, de 1668 (ano em que foi construída a sua primeira versão); a Igreja de Santa Rita (um dos mais importantes cartões postais da cidade, foi fundada em 1772 e hoje abriga o Museu de Arte Sacra de Paraty) e a Igreja do Rosário (construída em 1725, esta igreja ocupa praticamente o coração de Paraty e era, de início, uma igreja frequentada por escravos).

Conhecendo os ateliers e oficinas de arte de Paraty:

Outra marca de Paraty é a grande presença de artistas e artesãos em seus recantos, que encontram na cidade um grande agregador de arte e cultura por todos os cantos, traduzida na presença de vários ateliers e oficinas de arte ao longo de suas ruas.

Visite um alambique:

Por muitos (muitos anos) Paraty era sinônimo de cachaça e a atribuição não foi dada à toa. Paraty ficou conhecida como uma das principais cidades produtoras da bebida no Brasil, ao lado do estado de Minas Gerais. Caminhando pela cidade, é fácil encontrar várias opções da bebida à venda, mas, se você quiser conhecer como a cachaça é feita, então não deixe de agendar uma visita a um alambique da região. Hoje, ainda restam 7 alambiques nos arredores da cidade dos 100 existentes a partir de 1700. Entre eles, o alambique da Cachaça Coqueiro, conhecida como uma cachaça de excelência (premiada com selo de excelência), está aberto à visitação.

Em uma passagem rápida pela cidade, conseguimos conhecer rua por rua e uma chuva de fotos haha. Esse foi nosso roteiro bate e volta a Paraty-RJ, espero que tenham gostado. Retornamos para Ubatuba as 22hr, conseguimos ir aos locais que pretendíamos por tanto foi bem aproveitoso nosso dia. E claro que voltaremos com muito mais tempo para aproveitarmos muito mais, nessa cidade encantadora. Beijocas e até mais ver!

DICAS

Épocas interessantes para conhecer Paraty

Há algumas épocas em que você certamente encontrará Paraty fervilhando. Se você não tem problemas com cidade cheia, mas também cheinha de atividades, experimente viajar a Paraty durante a FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty), que acontece este ano em julho; o Festival da Cachaça, Cultura e Sabores de Paraty, que acontece em agosto; Paraty em Foco, para amantes de fotografia, que acontece em setembro e o Festival Internacional de Cinema, que acontece em novembro. Esses, no entanto, são apenas alguns dos eventos que acontecem na cidade, porque tem bem mais!

COMO CHEGAR

Partindo de São Paulo, siga os roteiros:

Imigrantes – Anchieta – Rio-Santos
Ayrton Senna – Mogi-Bertioga – Rio-Santos
Ayrton Senna – Carvalho Pinto – Tamoios – Rio-Santos
Dutra – Tamoios – Rio-Santos
Ayrton Senna – Carvalho Pinto – Oswaldo Cruz – Rio-Santos
Dutra – Oswaldo Cruz – Rio-Santos
Ayrton Senna – Carvalho Pinto – Guaratinguetá – Paraty
Dutra – Guaratinguetá – Cunha – Paraty
Ayrton Senna – Carvalho Pinto – Barra Mansa – Angra – Rio-Santos
Dutra – Barra Mansa-Angra – Rio-Santos

Partindo do Rio de Janeiro, siga os roteiros:

Rio-Santos
Dutra – barra Mansa-Angra – Rio-Santos
Dutra – Guaratinguetá – Cunha – Paraty

Este conteúdo – assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios – é de responsabilidade do usuário Jhenny Borges

Jhenyff Borges

Aqui você encontrará relatos e dicas de uma apaixonada por viagens e aventuras, descobrindo as riquezas desse mundo! Acompanhe todas as minhas experiências!

Jhenyff Borges tem 2 posts e contando. Ver todos os posts de Jhenyff Borges