6 destinos que podem desaparecer por causa do aquecimento global

6 destinos que podem desaparecer por causa do aquecimento global
5 (100%) 1 vote

Um estudo divulgado recentemente pelo Met Office (serviço britânico de meteorologia) revelou que entre janeiro e setembro deste ano, a temperatura média da Terra teve um aumento de 1,02ºC. É a primeira vez que se registra um aumento dessa magnitude e se rompe o patamar de 1ºC.

O aquecimento do planeta pode provocar um aumento no nível dos oceanos, o que deixaria vários destinos turísticos debaixo d’água.

Confira abaixo seis paraísos na Terra que podem desaparecer devido ao aquecimento global.

Maldivas

Um dos destinos preferidos entre os casais em lua de mel, as Maldivas são formadas por mais de 1.200 ilhas e 26 atóis que formam um país de beleza singular.

Com 80% do território localizado a apenas um metro acima do mar, as Maldivas são umas das primeiras nações que podem sumir do mapa devido ao aquecimento global.

destinos que podem desaparecer por causa do aquecimento global
Veneza é considerada como um dos destinos mais românticos do mundo

Veneza

Um dos principais destinos turísticos da Itália, Veneza sofre todos os anos com as enchentes durante o inverno. Mas outro fator pode tornar a cidade que é conhecida por seus canais desaparecer –Veneza afunda cerca de 2 milímetros por ano, segundo um estudo americano.

Projeções apontam que Veneza estará 54 centímetros mais baixa em 2100 e grande parte da cidade ficará debaixo d’água.

destinos que podem desaparecer por causa do aquecimento global
Praia de Funafuti, em Tuvalu

Tuvalu

Assim como as Maldivas, o pequeno país localizado na Polinésia vem sofrendo nos últimos anos com as inundações constantes provocadas pelo do aumento do nível do mar. O minúsculo país do oceano Pacífico pode se tornar inabitável.

Grande Barreira de Corais (Austrália)
Vista aérea da Grande Barreira de Corais, na Austrália

Grande Barreira de Corais (Austrália)

A Grande Barreira de Corais cobre uma área de 345 mil km², sendo o maior ecossistema de recifes de corais do mundo.

Considerado um dos Patrimônios Mundiais da Humanidade pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), a Grande Barreira sofre com a poluição do mar o que pode levar a extinção da sua biodiversidade. Neste ecossistema vivem cerca de 1.500 espécies de peixes, 360 corais e 8.000 tipos de moluscos.

Ruínas de Chan Chan (Peru)
As ruínas de Chan Chan, no norte do Peru

Ruínas de Chan Chan (Peru)

Pouco conhecido, o complexo arqueológico de Chan Chan, no norte do Peru, foi a capital do Reino de Chimu, um dos mais poderosos da América do Sul, embora menos famoso que o Inca.

Suas edificações foram construídas em adobe, um material preparado com barro, palha e pedregulho, ideal para a região em que se localiza, quase sem chuvas. Não por acaso, Chan Chan significa “Sol Sol”. Mas a erosão, causada pelo aumento das chuvas na região, tem colocado este Patrimônio da Humanidade em risco de desparecer.

Antártida
Pinguins brincam em geleira na Antártida

Antártida

A Antártica é conhecida por suas temperaturas congelantes. O local, que abriga pinguins, focas e lobos marinhos, também está ameaçado pelo aquecimento global. Se a temperatura do planeta continuar a subir, o gelo no continente poderá diminuir cerca de 15%. Os mais prejudicados são os habitantes deste meio, ou seja, espécies que dependem do gelo para sobreviver.

Com informações da “Folha” e da “National Geographic”

Fonte: viagem.catracalivre

Everton Lemos

Sou Natural De Brasília, Apaixonado pelo Brasil e suas belezas naturais, procuro sempre conhecer e compartilhar as grandezas do nosso país.

admin has 544 posts and counting.See all posts by admin

Deixe Um Comentário