Aracaju – SE

Aracaju – SE
4.3 (86.67%) 3 votes
Aracaju
Foto: Luiza Machado

Por Que Ir Para Aracaju

A capital sergipana não tem as praias mais badaladas do Nordeste, mas em compensação, capricha quando o assunto é variedade de passeios, infraestrutura, hospitalidade e preços – até mesmo na alta temporada os programas saem em conta. Com ruas limpas e arborizadas, a cidade tem como principal cartão-postal a orla de Atalaia, repleta de atrativos.

Ao longo de seis quilômetros reúnem-se quiosques, calçadão, ciclovia, quadras poliesportivas, fontes luminosas e um oceanário que encanta crianças e adultos. Por lá fica a Passarela do Caranguejo, um trecho tomado por bares e restaurantes que servem o melhor da cozinha regional – frutos do mar, carne-de-sol, pirão-de-leite e, claro, caranguejo.
A palavra festa, que tão bem rima com Nordeste, encontra sinônimo na capital de Sergipe. Realizado na segunda quinzena do mês de junho, o Forró Cajureúne milhares de turistas que chegam atraídos pelo maior evento da região.

Na cidade cenográfica montada na Praça dos Eventos, as animadas quadrilhas têm a atenção dividida com o som das sanfonas, zabumbas e triângulos; e com os cheiros de milho cozido e amendoim torrado que se espalham pelo ar. As tradições típicas são mantidas também nas cidades históricas de São Cristóvão e Laranjeiras, a menos de 30 quilômetros de Aracaju e que guardam jóias arquitetônicas coloniais, além de festivais folclóricos. Também nos arredores da capital fica um dos cenários mais bonitos do Estado – o cânion de Xingó, desbravado a bordo de escunas e catamarãs que cortam as águas verdes do rio São Francisco.

Caso a vontade de mergulhar em um mar azul ainda persista, tome o rumo de Mangue Seco – o vilarejo baiano está a cerca de cem quilômetros de Aracaju.

Para conhecer a fundo a rica história do estado, siga para o Museu da Gente Sergipana, inaugurado em 2012. Ocupando um prédio restaurado de 1926, o espaço celebra a identidade do povo de forma interativa. A concepção artística do projeto é de Marcello Dantas – o mesmo que fez o incrível Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo. Festas, praças, personagens ilustres, culinária, ecossistemas: tudo é mostrado com muita tecnologia e criatividade. Diante de um espelho, trajes típicos se moldam perfeitamente ao corpo observador. No espaço dedicado aos repentistas, basta esperar a deixa e cantar a resposta sobre o tema proposto – e a gravação pode ser publicada na internet!

A vasta gama de atrações e a infraestrutura da capital sergipana fazem com que o banho de mar fique em segundo plano. Na orla de Atalaia estão quiosques, bares e restaurantes que oferecem o melhor da gastronomia local, além de ciclovia, calçadão e quadras esportivas. Por lá fica também um dos mais interessantes oceanários do país, mantido pelo Projeto Tamar. As águas do rio São Francisco também banham a região e conduzem por um dos mais belos tours do Estado, passando por cânions e grutas, com paradas para banho.

Aracaju - SE
CÂNION DO XINGÓ (RIO SÃO FRANCISCO)

PASSEIO DE BARCO AO CÂNION DO XINGÓ (RIO SÃO FRANCISCO)

Um dos passeios mais bonitos do Sergipe é o de escuna ou catamarã pelo rio São Francisco. O ponto de partida é a cidade de Canindé, a 200 quilômetros de Aracaju. Depois de meia hora de navegação, chega-se ao imponente cânion do Xingó, com direito a mergulho nas águas verdes e cristalinas do Velho Chico. Barquinhos levam ao miolo dos cânions, onde as embarcações de maior porte não conseguem entrar!

Da capital a Canindé são cerca de três horas de viagem. A melhor opção é pernoitar na cidade e, no dia seguinte, conhecer o município de Piranhas, onde Lampião e sua turma de cangaceiros costumavam montar acampamento.

Aracaju - SE
Orla Do Atalaia

Orla Do Atalaia

Com seis quilômetros de extensão, a praia é um dos cartões-postais da capital. Além do trecho conhecido como Passarela do Caranguejo – repleto de bares, restaurantes e point noturno – reúne ainda o Oceanário de Aracaju e o Centro de Cultura e Arte. A infraestrutura incentiva a prática de atividades esportivas através de ciclovia, quadras de tênis e poliesportivas, pistas de skate e de cooper, campo de futebol e lagos artificiais para a turma do windsurf. Para as crianças, há parquinhos e fontes luminosas.

Aracaju - SE
Praia Do Refúgio

CURTIR AS PRAIAS

Delícias típicas à base de caranguejo, siri, lambreta e sururu servidas nas barracas de praia são as grandes atrações da orla de Aracaju. Na área urbana, a praia de Atalaia oferece ainda calçadão e quadras esportivas. Já no litoral Sul, o movimento é mais tranqüilo e os quiosques, mais charmosos. As paisagens selvagens ficam ao Norte, como Atalaia Nova – acessível por balsas que atravessam o rio Sergipe – e Pirambu, santuário de tartarugas marinhas.

CENTRAL

PRAIA DE ATALAIA

Com seis quilômetros de extensão, a praia é um dos cartões-postais da capital. Além do trecho conhecido como Passarela do Caranguejo – repleto de bares, restaurantes e point noturno – reúne ainda o Oceanário de Aracaju e o Centro de Cultura e Arte. A infraestrutura incentiva a prática de atividades esportivas através de ciclovia, quadras de tênis e poliesportivas, pistas de skate e de cooper, campo de futebol e lagos artificiais para a turma do windsurf. Para as crianças, há parquinhos e fontes luminosas.

Litoral Sul

CAUEIRA

Apesar do mar agitado e escuro, Caueira é muito movimentada nos finais de semana, em especial nos trechos urbanizados, com calçadão e barracas.

PRAIA DO SACO

A bonita enseada da praia do Saco tem coqueirais, dunas e mar azul esverdeado. Barracas estruturadas garantem petiscos e bebidas. Fica a 76 quilômetros da praia do Atalaia.

PRAIA DOS NÁUFRAGOS

A paisagem é emoldurada por areias finas e escuras, que formam pequenas dunas.

ABAÍS

O destaque da praia de Abaís – com ondas fortes e barracas – é a lagoa Grande, paralela ao mar e com nove quilômetros de extensão.

ARUANA

Primeira praia do litoral Sul, Aruana é repleta de quiosques, coqueiros e dunas. Tem areia escura e mar de águas mornas.

MOSQUEIRO

Localizada junto à foz do rio Vaza-Barris, a praia do Mosqueiro tem areias claras e finas. De lá, partem os passeios de catamarã que levam a pequenas ilhas – entre elas, a Crôa do Goré – e à cidade de São Cristóvão.

PRAIA DO REFÚGIO

Com as barracas mais estruturadas da orla – destaque para a Parati – a praia do Refúgio  é emoldurada por águas calmas e coqueirais. O movimento é grande durante o verão.

PRAIA DO ROBALO

Com mar tranqüilo, a praia do Robalo é bastante movimentada em função das muitas casas de veraneio espalhadas pela região.

Litoral Norte

PRAIA DOS ARTISTAS

Também conhecida como Havaizinho, é freqüentada por surfistas.

ATALAIA NOVA

A praia tem 30 quilômetros de extensão e vários nomes ao longo do percurso. Em alguns trechos é bastante deserta, com paisagens emolduradas por coqueiros e lagoas.

PIRAMBU

A extensa praia de Pirambu tem dunas, trechos desertos e áreas de desova de tartarugas marinhas monitoradas por uma base do Projeto Tamar instalada nos arredores.

COROA DO MEIO

A praia tem trechos poluídos, como o que fica na foz do rio Poxim.

Aracaju - SE
Igreja De Santo Antônio

COLINA DE SANTO ANTÔNIO

A parte mais alta da cidade descortina vista panorâmica. A colina fica atrás dos mercados municipais e é dominada pela histórica Igreja de Santo Antônio, que marcou o surgimento de Aracaju.À noite, a bonita iluminação chama a atenção para a colina e a igreja.

croa do goré
Foto: Luiza Machado

CRÔA DO GORÉ

A pequena ilha de areia branca surge com o movimento da maré. Localizada no rio Vaza-Barris, entre os municípios de Aracaju, São Cristóvão e Itaporanga d’Ajuda, a Crôa do Goré é uma das atrações da região ao sul de Aracaju. O acesso é pela praia do Mosqueiro, um povoado de pescadores, de onde partem lancha, barco ou catamarã em viagens de 10 a 15 minutos que revelam manguezais nativos, pequenas ilhas fluviais e vegetação preservada. O movimento é grande nos finais de semana por conta dos bares flutuantes e das barracas rústicas de sapé que servem peixe-frito, pastéis de camarão e caldinhos de ostra, sururu, feijão, aratu…

Aracaju - SE
MUSEU DA GENTE SERGIPANA

MUSEU DA GENTE SERGIPANA

Ocupando um prédio restaurado de 1926, o espaço celebra a identidade do povo sergipano de forma interativa. A concepção artística do projeto é de Marcello Dantas – o mesmo que fez o incrível Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo. Festas, praças, personagens ilustres, culinária, ecossistemas: tudo é mostrado com muita tecnologia e criatividade. Diante de um espelho, trajes típicos se moldam perfeitamente ao corpo observador. No ambiente que reproduz uma feira, é possível pechinchar com o feirante virtual até conseguir uma boa oferta. No espaço dedicado aos repentistas, basta esperar a deixa e cantar a resposta sobre o tema proposto – e a gravação pode ser publicada na internet!

Aracaju - SE
OCEANÁRIO DE ARACAJU

OCEANÁRIO DE ARACAJU

Programa imperdível para os fãs do fundo do mar, o oceanário apresenta 60 espécies de animais divididos em 18 aquários de águas doce e salgada. Mantido pelo Projeto Tamar, o espaço tem formato de uma tartaruga marinha.

Aracaju - SE
Lagoa Redonda

Lagoa Redonda

A lagoa fica no município de Pirambu, a 60 km da capital. Perfeita para banhos, é cercada por dunas – lá de cima, avista-se o mar e o mangue. Para os adeptos da aventura, a dica é descê-las praticando sandboard (uma espécie de surf na areia) ou skibunda, descida sentado sobre uma prancha de madeira.

Aracaju - SE
CENTRO DE ARTE E CULTURA DE SERGIPE

CENTRO DE ARTE E CULTURA DE SERGIPE

Comercializa trabalhos assinados pelos principais artistas do Estado. Também é cenário de exposições temporárias.

Vídeo Aracaju – 159 anos – Brasil