Trem Do Pantanal - Campo Grande - MS
Trem Do Pantanal

Trem Do Pantanal

O velho trem que atravessa o Pantanal está de volta. Depois de 18 anos parado, o Pantanal Express parte, todos os finais de semana, em uma viagem por algumas das mais belas paisagens brasileiras. Todo o percurso do trem está dentro do Mato Grosso do Sul. São 220 quilômetros que ligam a capital Campo Grande a Miranda, no leste do Estado. A primeira metade do trajeto é marcada pelo cerrado: grandes pastagens, com presença de rebanhos de gado e formações rochosas.
Chegando à estação do município de Aquidauana, o trem para por duas horas e meia e permite aos passageiros desfrutarem do local onde começa a transição para a mata verde de solo úmido. Passeios de barco e a cavalo são opções para preencher o intervalo da viagem, assim como a degustação de pratos típicos à base de peixes. De Aquidauana, a composição segue até Miranda, num trecho em que os passageiros podem observar, pelas janelas, algumas espécies típicas da região, como tucanos e arara-azul.
Trem do Pantanal Partidas de Campo Grande aos sábados, às 8h. Chegada em Miranda às 18h30. Retorno aos domingos, às 8h, chegando na capital às 18h15. Tel: (67)3043-2233 http://www.pantanalexpress.com/.

CIDADES POR ONDE O TREM PASSA

AQUIDAUANA

Aquidauana possui construções de valores histórico-culturais, como a Casa Primavera, além dos casarios que preservam um conjunto arquitetônico original. É a cidade pantaneira mais próxima da capital, a 136 km.  rio que dá nome à cidade oferece aos turistas safáris fotográficos e boas pescarias. Em suas margens, formam-se bonitas praias, próprias para a prática de esportes aquáticos.

MIRANDA

Junto a outras grandes edificações, a estação ferroviária de Miranda, construída em 1912, é uma das mais antigas do Mato Grosso do Sul. A cidade tornou-se pólo turístico graças ao turismo histórico – cultural, urbano e rural associado ao ecoturismo -, além da cavalgada e pesca esportiva. Banhado pelos rios Miranda e Aquidauana, o município mantém características marcantes da vegetação da Serra da Bodoquena, em transição para o bioma Pantanal, o que torna a sua biodiversidade viva e esplendorosa. Com a segunda maior população indígena do Estado, Miranda recebe grande influência da etnia Terena, que contribui para o enriquecimento cultural e artístico da cidade, através de suas danças, costumes, artesanato e tradições.

Fonte: Serra Verde Express

 

Conheça Mais Sobre Campo Grande – MS

Trem Do Pantanal
5 (100%) 1 vote